A festa valenciana das Fallas: tradição, sátira e arte

Fallas de Valencia - Cultura

A BigTranslation tem os seus escritórios principais em Valência. Uma cidade aberta ao mundo, que conta com uma grande variedade de motivos para ser visitada. As suas festas, cultura, desporto ou gastronomia são alguns deles.
Entre as suas festas destacam-se as Fallas. Uma festa que mistura a arte com a sátira e a tradição.

A BigTranslation tem os seus escritórios principais em Valência. Uma cidade aberta ao mundo, que conta com uma grande variedade de motivos para ser visitada. As suas festas, cultura, desporto ou gastronomia são alguns deles.

Entre as suas festas destacam-se as Fallas. Uma festa que mistura a arte com a sátira e a tradição.  

Origem das fallas

A origem das Fallas remonta a vários séculos atrás, onde os carpinteiros queimavam, na véspera de Santo José, padroeiro dos carpinteiros, móveis e outros objetos que lhes tinham servido durante o inverno, para assim receber a primavera.

Hoje em dia, as Fallas evoluíram e caracterizam-se pela construção de grandes grupos de esculturas (as fallas), compostas por bonecos criados por artistas «falleros», que se inspiram nos acontecimentos atuais. Esculturas essas que, conforme manda a tradição, são queimadas no último dia.

Às fallas unem-se igualmente outras tradições, como a música, a pólvora e as flores. Durante as fallas, que se celebram entre o dia 14 e 19 de março, a cidade de Valência transforma-se numa grande festa, onde foguetes e fogos de artifício convivem com bandas musicais e os falleros, que vão vestidos com trajes regionais, sendo o vestuário igualmente uma parte essencial da festividade.

Além disso, seleciona-se entre todos os falleros anualmente uma Fallera Maior, que assume durante todo o ano o papel de representar a Valência por todo o mundo e de promover as festividades, para que tanto os Valencianos como pessoas de fora possam desfrutar das mesmas.

Ainda que as Fallas sejam originárias de Valência, existem festividades nesse âmbito em várias localidades da Comunidade de Valência, bem como noutras comunidades e até mesmo no estrangeiro, onde os valencianos que se viram forçados a emigrar desejaram continuar com a tradição.

As Fallas, Património Cultural Imaterial da Humanidade

As Fallas são, desde 2016, Património Cultural Imaterial da Humanidade. A UNESCO define este património imaterial como «o conjunto de criações baseadas na tradição de uma comunidade cultural expressada por um grupo».

Graças às suas práticas artesanais e tradições que foram sendo transmitidas dos pais para os filhos, salvaguardando a essência desta festividade de modo coletivo, as Fallas passaram a integrar esta seleta lista.  

Uma vez que são um motivo de orgulho para todas as cidades que as celebram, as Fallas conseguem igualmente obter uma importante coesão social, sendo este um dos requisitos da UNESCO para conceder esta distinção.

Nas Fallas de Valência tem havido desde sempre a preocupação de abrir a festa ao resto do mundo, envidado-se esforços constantes no sentido de conhecer todas as suas tradições, tanto através da internacionalização nas redes sociais e outros meios de comunicação social em linha, como levando a festa a locais como Mainz na Alemanha ou ao festival norte-americano Burning Man.

Assim sendo, as Fallas transformaram-se, sem dúvida, num evento cultural internacional, graças ao esforço de todos os falleros que trabalham durante todo o ano para que seja uma festa rica em tradições, mas aberta ao mundo.

Sem mais a acrescentar, convidamo-lo a assistir a um pequeno resumo daquilo que são as Fallas de Valencia e incentivamo-lo a desfrutar pelo menos uma vez na vida deste evento.

 

 

Rate this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *