A faceta linguística do feminismo: a terminologia da igualdade

No próximo domingo, 8 de março, é o Dia Internacional da Mulher. Um dia de manifestações e reivindicações que teve origem no ano de 1909, em Nova Iorque. Entretanto, o Dia Internacional da Mulher não foi institucionalizado até 1975, quando a Organização das Nações Unidas (ONU) oficializou as exigências de igualdade entre as mulheres e os homens.

Read more “A faceta linguística do feminismo: a terminologia da igualdade”

Já que não é possível comprar o amor, venda romantismo

Fevereiro é o mês do amor, da troca de presentes entre casais e das viagens românticas.

Milhares de casais escolhem este mês para viajar para locais tão românticos como Paris, Roma,
Nova Iorque ou Florença e deixar os seus cadeados de amor presos nas pontes destas cidades,
jurando-se, assim, amor eterno. Um compromisso emocional com o parceiro e com a
experiência associada.

Read more “Já que não é possível comprar o amor, venda romantismo”

Qual é a diferença entre um tradutor e um intérprete?

A tradução e a interpretação podem ser executadas por uma pessoa bilíngue de diferentes maneiras. A principal diferença é que o trabalho de tradução é escrito e o de interpretação é falado. Ambos devem possuir um extenso conhecimento de duas ou mais línguas e serem muito éticos e confidenciais sobre o seu trabalho.

Read more “Qual é a diferença entre um tradutor e um intérprete?”

A rotina diária de um intérprete

Se você perguntar a dez intérpretes como é o dia a dia deles, receberá dez respostas diferentes. Há vagas fixas em empresas, órgãos do governo e veículos de imprensa, mas a maior parte dos intérpretes trabalha como freelancer, ou seja, trabalham mediante solicitação.

Read more “A rotina diária de um intérprete”

Anglicismos: mas até que ponto?

Anglicismos são palavras oriundas da língua inglesa que é usada em outro idioma.

Isso pode acontecer porque não há nenhum termo ou denominação próprios naquele idioma, para chamar objetos ou fenômenos novos, quando há a criação de uma nova terminologia ou por fatores sociológicos que muitas vezes favorecem palavras estrangeiras a termos adotados pelo idioma receptor.

Read more “Anglicismos: mas até que ponto?”